CULTURA DE DJ - O Blog Magazine de Digital Djing

Notícias, Lançamentos, Reviews, Tutoriais, Entrevistas e Opiniões. Tudo sobre Controladores Midi, Software e Acessórios para Djs.

TUTORIAL: Organizando as nossas Músicas

Posted by LUIS ALVES On 11:34 AM

Tutorial

ORGANIZANDO AS NOSSAS MÚSICAS
Muitos leitores têm questionado sobre se existe ou não uma fórmula mágica para organização das nossas músicas (ficheiros). Bem a resposta é simples: a fórmula mágica deve ser encontrada por cada profissional e não existe nenhuma que se possa generalizar. No entanto vou deixar a dica da forma como organizo a minha biblioteca, na esperança de poder trazer inspiração aos leitores...

Tutorial

FICHEIROS
Uma das primeiras coisas que faço após o download do ficheiro musical é proceder à sua "descrição", limpando de imediato todos os dados que vieram com o ficheiro que não têm utilidade para mim. O programa que uso para esse processo é o MP3 Tag, em primeiro lugar confirmo o nome do artista e da música e o ano, limpando a restante informação para que não "polua" nas buscas durante os sets. Depois converto a Tag (nome do artista + nome da música) como nome de ficheiro (dessa forma o que irei ver em qualquer navegação são os dados principais). Depois vem o mais importante:  abro o meu software de mistura (neste caso o Traktor Pro 2) e configuro a biblioteca para que apareçam os dados: Nome da música, Artista, Duração, Bpm, Classificação, Estilo e Data de Importação de Ficheiro. De seguida devemos ouvir do início ao fim todos os ficheiros e proceder à restante descrição: classificação (estrelas de 1 a 5) e estilo.

Tutorial

PASTAS E PLAYLISTS
Depois de todo o processo terminado chega a hora de organizar por pastas ou playlists os ficheiros já classificados. Eu optei por criar playlists (1 por cada género musical), desta forma e como uso principalmente o Traktor, tudo ficará devidamente gravado e pronto a usar. No caso de usar mais do que 1 software, aconselho a criar pastas externas (Disco) para cada estilo e colocar depois todas elas em uma só (Pasta Músicas). Assim será fácil ao copiar para um pen drive ou cd para levar tudo de uma só vez. Aconselho ainda a dividir a cada 6 meses ou 1 ano os novos ficheiros que for comprando. Desta forma não irá ficar com pastas com centenas de músicas por género, o que torna complicado durante um set saber qual aquela que você procura no meio de uma lista interminável. Poderá para isto criar por exemplo as pastas: Música 2010, Música 2011 (no caso de dividir anualmente) ou então Música 1-2010, Música 2-2010, Música 1-2011, Música 2-2011 (no caso de dividir a cada 6 meses). Para os Dj's residentes em clubes e que todas as semanas devem renovar os seus set's o ideal será dividir as pastas por meses: Música - Janeiro - 2011, Música - Fevereiro - 2011, etc... dessa forma será sempre mais fácil encontrar os últimos sucessos na hora em que mais precisa.

Tutorial

CONCLUSÃO
Fórmulas certas não existem...existem processos organizados e desorganizados. Tal como em qualquer profissão, é muito importante que o DJ tenha sempre seu "escritório" organizado, afinal as músicas são a matéria prima do seu trabalho e se organizadas devidamente, perde menos tempo e encontra sempre o que procura. Lembro a todos os que estão a começar a carreira, que é super importante conhecer bem as músicas que irão tocar. Esta forma de organização de alguma forma "obriga" a ouvir e isso é positivo. Gastar tempo conhecendo as suas músicas é o primeiro passo para set's coerentes e que darão que falar.

Como você organiza sua biblioteca musical?
Deixe a sua opinião acerca deste artigo

Categories: , , , , , ,




SUBSCREVA O NOSSO FEED POR E-MAIL E FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS NOVIDADES:






CULTURA DE DJ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...