CULTURA DE DJ - O Blog Magazine de Digital Djing

Notícias, Lançamentos, Reviews, Tutoriais, Entrevistas e Opiniões. Tudo sobre Controladores Midi, Software e Acessórios para Djs.

OPINIÃO: Quando Posso Ser Chamado de DJ?

Posted by LUIS ALVES On 12:25 PM

SER CHAMADO DE DJ?

QUANDO POSSO SER CHAMADO DE DJ?
Quando o Cultura de Dj deu os primeiros passos em 2011, existia claramente uma vertente profissional "contra" os Digital Djs. Ao longo destes dois anos, tentei descobrir a origem desse sentimento de revolta por parte da geração que antecedeu o uso dos softwares e dos controladores midi no Djing. O que descobri, vai muito além da polêmica do "auto-play", do botão "sync", das "waveforms", dos "computadores" e dos "controladores midi". Descobri, que a raiz de todo o problema envolve principalmente o nome "DJ". Vamos tentar desmembrar tudo o que envolve este assunto que tanto desuniu a classe nos últimos anos.

O QUE É UM DJ?
Pela definição crua, o Disc Jockey, é um profissional que seleciona e roda diferentes músicas, previamente gravadas para um determinado público alvo, trabalhando seu conteúdo por mesclagem ou mistura (mixagem) resultando em um set. O termo, foi criado primeiramente para descrever a figura do locutor de rádio que tocava discos nas emissões. O nome futuramente foi encurtado para DJ. Mas, nos dias de hoje o que é um "DJ"? O termo, pode encontrar várias variações que se agrupam na mesma nomenclatura. DJ pode ser o tradicional "Disc Jockey" mas, hoje em dia (e cada vez mais) representa "Digital Jockey" pelo uso da matéria prima (músicas) em formatos digitais.

SER CHAMADO DE DJ?

A CULTURA DE DJ
A profissão ou atividade começou de forma "underground", onde os profissionais aperfeiçoavam técnicas em vinyl que incluíam a sincronização da batida manual (por ouvido), o uso do crossfader para transições e o mixer como instrumento de equalização e mesclagem musical. Aos poucos, os profissionais foram criando a verdadeira "Cultura de Dj" em clubes alternativos, onde essencialmente o experimentalismo era dominante. Os mais habilidosos sobre o ponto de vista técnico, começaram a passar a sua experiência a outros profissionais (os primeiros professores de Djing) e, rapidamente começaram a surgir as várias sub-culturas ou dominâncias musicais. Do disco ao funky, do chicago house ao deep house, do electro ao progressive, a música começou a ser cada vez mais variada e foi evoluindo até aos nossos dias.

O DJ DIGITAL
Assim como existiu a evolução do vinyl para o cd (evolução essa que encontrou bastante resistência dos DJ's mais tradicionais), a evolução do cd para os formatos digitais para uso com software representou mais um marco na história da arte do djing. Aos poucos, vimos quase todos migrando para a nova tecnologia, enquanto vários elementos do passado eram mantidos (exemplo disso são os setups baseados em DVS - Digital Vinyl Systems). Mas, se a evolução tecnológica é algo natural (mesmo que a sua implementação seja sempre recebida com alguma resistência), porque é que os Djs nascidos na era Digital encontram tanta dificuldade em ser reconhecidos? A resposta é simples: Porque não sabem qual o tempo certo para se começarem a chamar de DJs.

SER CHAMADO DE DJ?

A POPULARIZAÇÃO DO DJ
Desde que o Cultura de Dj começou a sua busca diária pela indústria, percebemos que muitos jovens apaixonados pela música eletrônica, buscaram entrar no mundo do Djing. A popularização da música eletrônica e, a constante confusão entre produção e djing (algo que tomou maiores proporções a partir do momento em que a música eletrônica se tornou no "novo pop"), fez com que ser DJ seja o desejo de milhares de jovens em todo o mundo. O problema, é que com o surgimento dos softwares, existiu a facilidade do acesso ao universo do djing sem que antes tenha sido compreendido o verdadeiro significado da palavra DJ. Em vários eventos que participei ao longo destes anos, foi muito comum estar a tocar e vir alguém abordar a cabine e dizer: "eu também sou DJ", algo que não acontecia no passado. O que observamos é o uso inadequado da palavra DJ que hoje em dia está cada vez mais vulgarizada. É comum vermos um jovem transferindo a versão gratuita de um software, instalar no seu notebook e de imediato se auto intitular "DJ", criar página no Facebook, criar canal no Youtube, Soundcloud, etc. É esse tipo de atitude precoce que os Djs já consagrados criticam e sejamos honestos, com toda a razão e legitimidade.

O TEMPO CERTO PARA NOS CHAMARMOS DJ
Como em qualquer atividade profissional ou ocupação que trás remuneração, existe a necessidade de aquisição de técnica, experiência e muito treino antes de nos podemos auto intitular DJs. Seria mais simples se, à semelhança do que acontece em outras profissões, existisse uma prova ou diploma que nos habilitasse ao título. Poderíamos dizer que você só é Dj quando toca no primeiro evento pago (o que não seria errado) mas, preferimos recomendar que aguarde ter o seu setup, ter boa técnica, experiência, prática e acima de tudo horas e horas de treino. Não interprete de forma errada, se você tem a capacidade para escolher músicas, mesclar as mesmas e fazer um set em frente a um público (físico ou virtual), na teoria poderia ser chamado de DJ mas, pela experiência que temos, você deverá esperar o momento certo sem que para isso esteja de alguma forma desrespeitando quem já faz parte há muitos anos e demorou muito a construir carreira. Não vulgarizar "o nome DJ" e sim dar valor à arte e profissão, é o primeiro passo para ser respeitado e reconhecido. Acredite que não tem nada melhor que ouvir um Dj Profissional chamá-lo de DJ. Esse é o "batismo" da praxe. Ser reconhecido por alguém atuante no mercado é uma das melhores sensações que irá ter (caso leve a profissão a sério). Espere que os outros profissionais e o público lhe reconheça o título e evite forçar esse acontecimento. Afinal o tempo certo para nos chamarmos DJ é quando somos profissionais.

SER CHAMADO DE DJ?

CONCLUSÃO
Para evitar sentir na pele o preconceito que existe pela imaturidade e promoção precoce, evite a criação imediata de página de Dj nas principais redes sociais. Este é o primeiro passo no caminho certo. Toda e qualquer presença física ou virtual do respeitado título de Dj de forma errada irá prejudicar sua carreira. Produtores, Clubes, Agentes, Djs e Público constantemente buscam informações sobre a pessoa que estão contratando ou fechando parceria. E afinal antes de ser Dj o que sou? Antes de ser Dj você pode se classificar como um "entusiasta musical", aí não correrá riscos pois no fundo o início é nada mais do que a descoberta de todo o universo da profissão. Por isso mesmo, antes de ganhar a tão desejada experiência evite grande promoção de seu trabalho. Como muitos diriam ser Dj não é apenas ter o "Virtual Dj Free" instalado em seu notebook.

E você? Quando acha que é o momento certo para sermos chamados de DJ?
Deixe a sua opinião acerca deste artigo.






SUBSCREVA O NOSSO FEED POR E-MAIL E FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS NOVIDADES:






CULTURA DE DJ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...